FAQ

dúvidas frequentes das funcionárias + dúvidas das patroas

Qual a diferença entre arrumar e organizar?
Arrumar é o que faz a diarista: limpa, coloca no lugar de sempre, sem raciocínio, “soca” tudo nos armários. Organizar e o que a gente faz: tira tudo até do fundo, inteligência por trás de arrumação, mais profunda e permanente — otimiza espaços personalizadamente pra que facilite a vida e dure
<3
Quanto tempo dura o serviço de organização?
Em geral não acontece num único dia: é preciso tempo para fazer um diagnóstico da casa (ou do ambiente que vai ser organizado) e conhecer o tamanho da bagunça. :) Mensuramos os trabalhos por ambiente e por quantidade de acúmulo, e — numa média bastante generalizada — trabalhamos por mais ou menos 2 dias por ambiente.

Pra saber mais ou pra ter um orçamento personalizado, fale com a gente nesse email: contato@biamartins.com.br
Quanto custa o serviço de organização?
Calculamos valores por diária pra estruturar pacotes fechados para cada cliente, bem personalizados de acordo com demanda — cada casa tem uma necessidade diferente! E demandas específicas geram soluções também variadas em tempo, raciocínio e execução.
Quem contrata precisa estar junto o tempo todo para que os ambiente sejam organizados?
Num primeiro momento, é preciso investigar profundamente não só a qualidade da bagunça/do acúmulo, mas também os hábitos de quem mais usa a casa ou o ambiente — só com esse conhecimento é possível desentulhar com segurança, monitorar descartes de maneira responsável. Por isso, no começo do trabalho de organização é muito bom que a dona da casa acompanhe tudo de perto! Na sequência, a partir de demandas previamente acordadas, a organização segue independente de presença.
A funcionária da casa precisa estar junto?
É bom que esteja, para que seja possível conhecer não só hábitos dos moradores, mas também —muito importante!— as funcionalidades da casa: o que se usa mais, o que se usa pouco, o que tem funções específicas… Tipicamente, quem cuida da limpeza e da organização no dia-a-dia (na área de serviço, onde a mágica do dia-a-dia acontece) pode ajudar bastante na hora de implementar aperfeiçoamentos nessa rotina.
O trabalho de gerenciamento muda totalmente a rotina da funcionária? Ela consegue se adaptar?
Esse serviço não muda a rotina da funcionária ou da casa, mas organiza para que a rotina seja possível e flua: as tarefas passam a caber nos horários da funcionária a partir da reorganização dos tempos e esforços demandados por cada uma delas.
Minha funcionária vai conseguir acompanhar? Vai conseguir manter a organização proposta?
Parte importante do trabalho é exatamente treinar a sua funcionária enquanto se implementa toda inteligência no funcionamento da casa: tudo que é feito também vai sendo compartilhado, ensinado — transferindo conhecimento para que ela se sinta confiante para aplicar essa inteligência no dia-a-dia, mesmo quando está sozinha com suas tarefas.
A bagunça vai voltar como era antes? A organização vai continuar tendo eficácia (com a minha família vivendo a vida e comigo mesma cuidando) mesmo depois do fim do nosso trabalho juntas?
Tipicamente a bagunça nunca volta com a força antes, pelo menos! :) E o treinamento é feito com essa intenção: todo raciocínio e toda técnica por trás de cada escolha feita na organização e nos agrupamentos são compartilhados para que você se torne independente e seja capaz de manter tudo no lugar. Mas é possível fazer novas visitas de manutenção — ou até mesmo de atualização do trabalho de acordo com novas demandas — periodicamente.
É preciso abrir mão de muita coisa? Vou ter que jogar tudo fora e me desfazer de tudo que acumulei?
Depende do espaço que se tem — a idéia é fluir! Com a experiência vem sendo possível perceber que, muitas vezes, as próprias clientes tem dúvidas em relação a funcionalidades de grande parte do que está acumulado (geralmente sem uso!). Todo trabalho de organização é guiado por padrões mínimos para o que se tem — 3 jogos de lençóis por pessoa, 2 toalhas por pessoa, etc — mas essas direções são personalizadas pra cada cliente a partir da experiência prática da casa.
É preciso comprar acessórios pra organizar? Essas cestinhas e cabides e ganchos e divisórias são imprescindíveis? Quanto vou gastar?
Acessórios ajudam bastante a organizar grupos de coisas semelhantes (e quase sempre deixam tudo mais bonito de se ver, também). Cada proposta é acompanhada de um orçamento que inclui o uso dos acessórios que podem fazer a diferença em cada casa, mas esses acessórios só são incluídos no trabalho com aprovação prévia desse orçamento! Se for o caso de priorizar, é muito possível (em equipe, junto com a cliente!) raciocinar o que vale mais a pena em momentos diferentes e então modular etapas.